Panteão Duque de Caxias é um monumento localizado na Avenida Presidente Vargas, no Rio de Janeiro, em frente ao Palácio Duque de Caxias. Fora construído para abrigar os restos mortais de Luís Alves de Lima e Silva, o duque de Caxias, considerado patrono do exército brasileiro, e de sua esposa, Ana Luísa de Loreto Carneiro Viana, duquesa consorte de Caxias.

O mausoléu foi inaugurado em 1953, como parte das comemorações dos 150 anos de nascimento do duque de Caxias, tendo seu corpo para lá trasladado com grande solenidade. Abriga alguns objetos do marechal, como o sabre que recebera pela vitória na Guerra do Paraguai, lápides e insígnias, bem como uma coroa ducal feita nos anos 1950. O panteão também apresenta a biografia de Lima e Silva.

Luís Alves de Lima e Silva, o Duque de Caxias (Porto da Estrela, 25 de agosto de 1803 – Valença, 7 de maio de 1880), apelidado de "O Pacificador" e "O Duque de Ferro", foi um militar, político e monarquista brasileiro. Caxias seguiu uma carreira militar, assim como seu pai e tios. Lutou em 1823 contra Portugal na Independência do Brasil e depois passou três anos na Cisplatina enquanto o governo tentou resistir sem sucesso contra a secessão da província. Caxias permaneceu leal ao imperador Pedro I durante protestos em 1831, apesar de seus familiares terem abandonado o monarca. Pedro I abdicou em favor de seu filho Pedro II, a quem Caxias serviu como mestre de armas, ensinando-lhe esgrima e hipismo, finalmente tornando-se seu amigo.

 

País: Brasil

Código de Catálogo: RHM BR C-308 | Yvert et Tellier BR 537

Tema:  Aniversários e jubileus | Escritórios Militares | Pessoas Famosas | Mausoléu

Impresso em: 25.08.1953

Picote: 11¾

Tiragem: 1.000.000

Código Interno: ---

 

150º aniversário de Nascimento de Duque de Caxias, Mausoléu de Duque de Caxias

R$4,75
150º aniversário de Nascimento de Duque de Caxias, Mausoléu de Duque de Caxias R$4,75
Entregas para o CEP:

Meios de envio

  • Castro Alves Leilões Estrada do Campinho, número 1.309, Sala 206, Campo Grande, Rio de Janeiro - RJ. CEP.: 23.070-221 - Atendimento de Segunda à Sexta das 9:00 às 18:00

    Grátis

Panteão Duque de Caxias é um monumento localizado na Avenida Presidente Vargas, no Rio de Janeiro, em frente ao Palácio Duque de Caxias. Fora construído para abrigar os restos mortais de Luís Alves de Lima e Silva, o duque de Caxias, considerado patrono do exército brasileiro, e de sua esposa, Ana Luísa de Loreto Carneiro Viana, duquesa consorte de Caxias.

O mausoléu foi inaugurado em 1953, como parte das comemorações dos 150 anos de nascimento do duque de Caxias, tendo seu corpo para lá trasladado com grande solenidade. Abriga alguns objetos do marechal, como o sabre que recebera pela vitória na Guerra do Paraguai, lápides e insígnias, bem como uma coroa ducal feita nos anos 1950. O panteão também apresenta a biografia de Lima e Silva.

Luís Alves de Lima e Silva, o Duque de Caxias (Porto da Estrela, 25 de agosto de 1803 – Valença, 7 de maio de 1880), apelidado de "O Pacificador" e "O Duque de Ferro", foi um militar, político e monarquista brasileiro. Caxias seguiu uma carreira militar, assim como seu pai e tios. Lutou em 1823 contra Portugal na Independência do Brasil e depois passou três anos na Cisplatina enquanto o governo tentou resistir sem sucesso contra a secessão da província. Caxias permaneceu leal ao imperador Pedro I durante protestos em 1831, apesar de seus familiares terem abandonado o monarca. Pedro I abdicou em favor de seu filho Pedro II, a quem Caxias serviu como mestre de armas, ensinando-lhe esgrima e hipismo, finalmente tornando-se seu amigo.

 

País: Brasil

Código de Catálogo: RHM BR C-308 | Yvert et Tellier BR 537

Tema:  Aniversários e jubileus | Escritórios Militares | Pessoas Famosas | Mausoléu

Impresso em: 25.08.1953

Picote: 11¾

Tiragem: 1.000.000

Código Interno: ---